segunda-feira, 20 de Agosto de 2018 | 03:08:08 | Tempo e temperatura: Iúna/ES n Nublado, 12º/26º
Notícia
  • publicidade 023 Notícias
Patrulha da Familia: nova ferramenta de proteçao às mulheres Governo do ES lançou o Patrulha da Família

Patrulha da Familia: nova ferramenta de proteçao às mulheres

O Governo do Espírito Santo lançou, nesta quinta-feira (08), o projeto “Patrulha da Família”

09/03/2016 as 09h26 (Atualizado em 18/08/2018 as 08h23). Valdir Vieira | Governo do ES

O Governo do Espírito Santo lançou, nesta quinta-feira (08), o projeto “Patrulha da Família”, ação que será realizada por policiais militares que farão o atendimento às mulheres vítimas de violência nos municípios de Vitória, Serra, Cariacica e Vila Velha. Trata-se de uma ampliação de ações já desenvolvidas pelas polícias Militar e Civil com os projetos “Visitas Tranquilizadoras às Mulheres Vítimas de Violência” e “Homem que é Homem”.

A Banda de Música da Polícia Militar, sob a regência do maestro tenente coronel Wesley Eudes Rodrigues, participou do evento com uma apresentação especial em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

O trabalho em conjunto das polícias, por meio dessas ações de prevenção e combate à violência praticada contra as mulheres, resultou na redução dos homicídios de mulheres. Em 2016, dados acumulados no primeiro bimestre, apontam diminuição de 68% em relação ao mesmo período de 2015.

O governador Paulo Hartung destacou os avanços positivos nos indicadores de violência no Estado, principalmente nos índices envolvendo mulheres, e afirmou que se deve avançar ainda mais com maior proximidade e diálogo junto à família. “Estamos implementando este importante programa que irá beneficiar, de imediato, metade da população do Espírito Santo. Essa é mais uma iniciativa do Governo do Estado para expandir na sociedade a cultura da paz e combate  à violência", ressaltou.

A secretária de Comunicação, Andréia Lopes, ressaltou a importância da educação e dessa aproximação com a família para a formação do cidadão. “Na minha família, o estudo sempre foi prioridade. Fomos estudantes de escola pública e meus pais sempre batalharam para garantir educação de qualidade para mim e para minhas irmãs. No Governo, nós buscamos e trabalhamos para isso: igualdade de oportunidades entre todas as classes”.

Patrulha da Família

O “Patrulha da Família” tem por objetivo fortalecer e ampliar a proposta do projeto “Visitas Tranquilizadoras às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica”, que são realizadas por militares que atuam no Patrulha da Comunidade e atende cerca de 130 bairros da Região Metropolitana da Grande Vitória, além de mais dez municípios do interior do Estado. O novo projeto vai atender aos demais locais da Grande Vitória que não são agraciados pelas visitas tranquilizadoras.

As ações visam a permitir maior segurança e acolhimento às mulheres que possuem medida protetiva. As autoridades policiais das Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher são responsáveis pela solicitação das medidas protetivas ao Poder Judiciário e podem indicar que a mulher vítima de violência comece imediatamente a receber as visitas do “Patrulha da Família” ou das “Visitas Tranquilizadoras às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica”.

O comandante geral da PMES, coronel Marcos Antônio Souza do Nascimento, relatou o trabalho da “Patrulha da Família” e ressaltou que é este mais um instrumento de segurança pública à disposição da sociedade.  “A Patrulha será composta por uma policial militar feminina e um masculino que estará empenhada todos os dias da semana para a realização das visitas às vítimas de violência. Com isso, aumentaremos a segurança das mulheres que denunciam situações de violência doméstica e familiar, contribuindo para a garantia do cumprimento às medidas protetivas de urgência”, informou.

Além disso, sob responsabilidade da Polícia Civil, há o projeto “Homem que é Homem”, desenvolvido para reflexão e responsabilização de homens autores de violência doméstica. A ação tem por objetivo contribuir para a redução do índice de reincidência de violência contra a mulher, na qual os autores são convocados a participar de um ciclo de palestras com temas voltados para a desconstrução de ideias sexistas e machistas, a fim de estimular formas pacíficas de lidar com os conflitos.

De acordo com a chefe de Polícia Civil, Gracimeri Gaviorno, nesse primeiro ano, cerca de 56% dos homens envolvidos em ocorrências de violência a mulher se voluntariaram a participar do projeto. “O projeto foi idealizado para que o  homem agressor possa refletir sobre a sua responsabilidade na construção de uma sociedade de paz e descobrir outras formas de resolução de conflitos”, afirmou.

Segundo o secretário André Garcia, as iniciativas de enfrentamento à violência, principalmente contra as mulheres, têm demonstrado que é possível agir e prevenir ao mesmo tempo. Além disso, ele destacou a importância da capacitação dos policiais que atuam nos projetos. “Nossa perspectiva é de mudança de cenário. Atualmente o número de feminicídios tem diminuído em nosso Estado, graças ao trabalho integrado das polícias Militar e Civil, com policiais capacitados para lidar com esta situação e realizar um atendimento humanizado às vítimas”, ressaltou.

Homenagens

Durante o evento no Palácio Anchieta na manhã desta terça-feira (08), o secretário de Assistência Social e Políticas para Mulheres, Rodrigo Coelho,  foi o responsável por prestar homenagem à duas mulheres que com seu trabalho agregam qualidade de vida e garantem direitos às mulheres capixabas e de suas famílias.

Uma das homenageadas é Telma Dias Ayres, presidente da Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer, a Afecc, voluntária há 52 anos e há 29 anos presidente da entidade que é fundadora e mantenedora do Hospital Santa Rita de Cássia. O reconhecimento também foi feito à Maria da Penha Rodrigues Nunes, que atua como Coordenadora de Pais, um projeto da Secretaria de Estado da Educação (Sedu), e parceiros, que atua nas escolas públicas com foco na articulação das famílias com a unidade de ensino. Mais de 13 mil estudantes e 08 mil famílias já receberam atendimento dos agentes nas escolas e aproximadamente 03 mil receberam visitas domiciliares.

Estiveram presentes ao evento além do governador Paulo Hartung; o vice-governador César Colnago; o secretário de Segurança Pública, André Garcia; o comandante geral da Polícia Militar, coronel Marcos Antônio Souza do Nascimento; a chefe de Polícia Civil, Gracimeri Gaviorno; o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Carlos Marcelo D’isep Costa; a secretária de Governo, Ângela Maria Soares Silvares; a secretária de Gestão e Recursos Humanos, Dayse Maria Oslegher Lemos; o secretário de Justiça, Eugênio Ricas; o secretário de Economia e Planejamento, Regis Mattos Teixeira; o procurador geral do Estado, Rodrigo Rabello Vieira; o secretário de Assistência Social e Políticas para Mulheres, Rodrigo Coelho; o secretário de Transportes e Obras Públicas, Paulo Ruy; o secretário chefe da Casa Militar, tenente coronel Daltro Ferrari Junior; o secretário da Casa Civil, Paulo Roberto Ferreira; e a superintendente de Comunicação, Andréia Lopes, além de outras autoridades e defensoras dos direitos das mulheres.

  • publicidade 021
Desenvolvido em Software Livre por Logomarca da Imppactmidia