segunda-feira, 23 de Abril de 2018 | 08:04:05 | Tempo e temperatura: Iúna/ES pt Pancadas de Chuva à Tarde, 17º/25º
Notícia
  • publicidade 023 Notícias
Comandante diz que criminalidade não aumentou na área do 14º BPM Danilo Barcellos - comandante do 14º BPM, sediado em Ibatiba

Comandante diz que criminalidade não aumentou na área do 14º BPM

Segundo Danilo Barcellos, em Ibatiba, Iúna, Irupi, Ibitirama, Brejetuba e Muniz Freire, o policiamento ostensivo está sendo feito a pé

15/02/2017 as 08h00 (Atualizado em 19/04/2018 as 20h50). Valdir Vieira | Redação

Ibatiba (ES) - Desde sábado (4), protestos de familiares por reajuste salarial e outras reivindicações, retirou das ruas os policiais militares, provocou uma enorme sensação de insegurança, levando a população a sofrer com uma onda de saques, roubos, furtos e desordem pública no Espírito santo. Mas, de acordo com o comandante, Danilo Barcellos, na área do 14º BPM sediado em Ibatiba, a situação foi mais tranquila e o que mais houve, foi perturbação da ordem pública.

O portal Cidade Agora conversou nesta terça-feira (14), com o Tenente Coronel, Danilo Barcellos para saber como está a situação nos municípios de Ibatiba, Iúna, Irupi, Ibitirama, Brejetuba e Muniz Freire. Segundo o comandante, não houve muita anormalidade nestes municípios, em relação ao mesmo período do ano passado.  Danilo Barcellos, afirma que “o que houve foi certa perturbação da ordem pública”, mas, os índices de violência não aumentaram.

De acordo com Danillo Barcellos, os policiais militares estão voltando às ruas, o policiamento ostensivo está sendo feito a pé, porque as viaturas estão bloqueadas nas sedes das Cias e do Batalhão, o que tem prejudicado o trabalho.

“Estamos conversando com os manifestantes visando convencê-los a liberarem as viaturas para o policiamento ostensivo”, frisou o comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar

Veja a entrevista

Movimento continua

Segundo informações, as mulheres e familiares dos policiais militares, só aceitam voltar a negociar diretamente com o governador Paulo Hartung (PMDB), tendo o Ministério Público Estadual (MPES) como observador e com os advogados do movimento.

Outro Lado

Governo

Em entrevista coletiva de imprensa realizada na manhã da última quarta-feira (08), o governador, Paulo Hartung, afirmou que a greve realizada pela Polícia Militar (PM-ES) é ilegal, inconstitucional 

  • publicidade 021
Desenvolvido em Software Livre por Logomarca da Imppactmidia