sábado, 23 de Junho de 2018 | 04:06:39 | Tempo e temperatura: Iúna/ES pn Parcialmente Nublado, 14º/26º
Notícia
  • publicidade 023 Notícias
Jovem de Ibatiba é dos campeões da redação do Enem João Pedro Rocha - 920 pontos na redação do Enem 2016

Jovem de Ibatiba é dos campeões da redação do Enem

João Pedro vem de escola pública e sua persistência fez dele, um dos campeões do Exame Nacional do Ensino Médio

10/02/2017 as 17h28 (Atualizado em 23/06/2018 as 11h22). Valdir Vieira | Redação

Ibatiba (ES) - Um dos destaques da última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)  é de Ibatiba. João Pedro Rocha, 20 anos, obteve uma nota espetacular na redação, 920, de um total de 1000 pontos.

Foi a quinta vez que ele fez o exame, e a persistência valeu uma das maiores notas da redação.

Segundo ele, engana-se quem acha que é preciso ter algum talento nato para arrasar na redação do Enem. Ele conta que o resultado é fruto de cinco anos de dedicação. “Em 2012 obtive 440 pontos na redação. Em 2013, apenas 280 pontos. Em 2014 levei mais a sério, pois era meu último ano do ensino médio, mas tive uma grande decepção com a nota, que foi de 580 pontos. Em 2015, consegui ver melhora, com 720 pontos. E, em 2016, parece que foi a redenção, 920 pontos”, conta.

Veja a entrevista concedida ao Jornal Cidade Agora 

João Pedro, que ganhou destaque na região e no país, foi um dos destaques do Guia do Estudante. O jovem vem de escola pública conforme destaca, “venho do IFES campus Ibatiba, sou da turma pioneira do campus. Me formei em 2014, com diploma de ensino médio e técnico em Meio Ambiente. Em 2015 fui para Vitória. Ingressei na UFES, iniciei no curso de Arquivologia. Durante esse período eu não parei de estudar. Estudava para concurso e também para o ENEM, em casa, e nos tempos vagos, pois estagiava no TJES (Tribunal de Justiça do Espirito Santo) e fazia o curso na UFES. Como participava do movimento estudantil, sempre gostei de política, desde do meu ensino médio. No meio do ano 2016, recebi uma proposta para ser candidato a vereador. Topei. Voltei para Ibatiba e fiz minha campanha”, lembra o jovem.

Segundo ele, faltava tempo para estudar, “não tinha muito tempo para estudar, estudava minhas bandeiras, minhas propostas, que coincidentemente, tinha grande chance de ser o tema da redação. Por exemplo, uma das minhas pautas era a defesa do meio ambiente, que tinha grande chance de cair, na redação, algo relacionado. Fui até o final no processo eleitoral, em que tive uma votação expressiva, conseguindo a 1ª suplência de minha coligação.

Assim que terminou o processo político, voltei com estudos, com grande enfoque no ENEM. Parece que deu certo", destaca.

Segundo João Pedro, a sua preparação para redação, foi realizada em casa, com ajuda da namorada. "Ela conseguiu, na edição anterior da prova, uma pontuação invejável (900 pontos), e eu tirava algumas dúvidas com ela, principalmente, na minha introdução e conclusão" frisou.

O estudante também lia e escrevia muito  a respeito do gênero dissertativo - argumentativo.

Faltando um mês para redação, procurou escrever uma redação por semana. Depois da redação escrita, procurava corrigir e sempre melhorar. Espelhava nas redações nota mil. Sempre procurando o diferencial que essas redações tinham.

De acordo com ele, a diferença dos anos anteriores, para o ano de 2016, foi encarar o Enem  com mais maturidade e entender de fato, o que tem que ter um texto dissertativo – argumentativo, e como  ele deve se apresentar para o leitor (avaliador). 

"O que eu mudei na minha rotina foi ler e escrever mais sobre o gênero exigido pelo Exame, separando uma hora, ou mais, para essas atividades. E fiz muito mais simulados. Praticamente, eu fazia um simulado por semana, na reta final", disse

João Pedro destacou que sempre procurou respeitar o que servia de critérios para a banca avaliadora. Tentava entender como as redações nota mil se estruturava. Tentou seguir o mesmo modelo. Introdução – fazendo algum apontamento histórico,- desenvolvimento – usando argumentos claros e coerentes, -  e conclusão – fugir dos clichês e elaborar uma boa proposta de intervenção.

"Me baseei na Revolução Francesa, com o lema  de Liberdade, Igualdade, Fraternidade. Lembrei de uma frase de um grande líder religioso Marthin Luther King “O que me preocupa não é grito dos maus. É o silencio dos bons”, e tentei fazer uma proposta de intervenção que poderia ser aplicada na nossa realidade, que envolveria os nossos três poderes, legislativo, executivo e judiciário, os nossos meios comunicação e a nossa sociedade", disse o jovem.

Dicas 

João Pedro Rocha deixa algumas dicas para quem pretende fazer o Enem em 2017:

Leia artigos, revistas, e jornais. Fique por dentro das atualidades.

Estude sempre que possível;

Leia as redações nota mil;

Estude história, filosofia e sociologia, são matérias que dão alicerces para uma boa redação;

Escreva sempre, de preferência,  o gênero exigido pela banca;

Prepare-se psicologicamente, principalmente, para quem sofre com ansiedade, é o pior obstáculo para maioria dos estudantes;

Tenha em mente que se não der nesse ano, você pode tentar no outro, mas não deixe de tentar.

  • publicidade 021
Desenvolvido em Software Livre por Logomarca da Imppactmidia