segunda-feira, 20 de Agosto de 2018 | 06:08:59 | Tempo e temperatura: Iúna/ES n Nublado, 12º/26º
Notícia
  • publicidade 023 Notícias
Ciclista profissional morre ao bater na traseira de carreta na BR 262 A vítima, identificada como Amarildo Monfradini Júnior, também era mecânico de bicicletas(Fotos: Facebook)

Ciclista profissional morre ao bater na traseira de carreta na BR 262

Veículo estava parado no acostamento da rodovia

01/03/2017 as 14h16 (Atualizado em 17/08/2018 as 01h17). Redação | Gazeta online

Um ciclista profissional de 23 anos morreu após se chocar contra a traseira de uma carreta que estava parada no acostamento, na BR-262, em Viana, por volta das 8h desta quarta-feira (01).

A vítima, identificada como Amarildo Monfradini Júnior, também era mecânico de bicicletas em uma loja de Vitória e treinava para uma etapa do Campeonato Estadual de Ciclismo, com a equipe “Tombos”.

Segundo informações do primo dele, um adolescente, 15, que treinava junto a Amarildo, eles saíram do bairro Vila Independência, em Cariacica, para iniciar os treinos.

Eles seguiram de bicicleta até a Prefeitura de Viana, passando pela BR-101 e BR-262. No retorno, a vítima estava mais à frente do restante do grupo quando, logo após uma curva, avistou o caminhão parado.

De acordo com o motorista José Benedito da Silva, 50, ele havia seguido para Marechal Floriano onde, às 6h, descarregou uma carga de ovos.

No retorno, na serra de Domingos Martins, percebeu que um veículo fez sinal luminoso, avisando que algo estaria errado.

“Como eu estava em uma parte perigosa da estrada, com pouco acostamento, esperei terminar de descer para poder parar”, contou José.

Assim que conseguiu, o caminhoneiro encostou o veículo, foi até o lado de fora e percebeu que a escada lateral estava solta.

Segundo José, foram menos de cinco minutos de parada até que resolvesse o problema. No momento em que ele estava entrando no caminhão novamente ouviu o impacto.

Nem os companheiros de equipe de Amarildo, nem o caminhoneiro souberam dizer o que aconteceu exatamente. A vítima se chocou em alta velocidade contra o para-choques do caminhão.

O primo de Amarildo disse que quando terminou de fazer a curva, o viu no chão, já agonizando.

“Eu acredito que ele tentou desviar e possa ter sido fechado por um carro na pista. A gente não sabe como aconteceu exatamente”, relatou.

Um motociclista que passava pela rodovia tentou ajudar a massagear o peito do atleta, ao perceber que ele estava sem respiração. Mas Amarildo acabou não resistindo.

A Perícia da Polícia Civil esteve no local e coletou informações, tanto do caminhão, quanto do GPS da bicicleta do ciclista. O corpo foi recolhido e encaminhado do Departamento Médico Legal (DML), em Vitória.

  • publicidade 021
Desenvolvido em Software Livre por Logomarca da Imppactmidia