terça-feira, 18 de Setembro de 2018 | 02:09:16 | Tempo e temperatura: Iúna/ES pc Pancadas de Chuva, 18º/26º
Saúde
  • publicidade 024 Farmacia Santa Maria 330x370
ES poderá ter vacinação permanente contra a febre amarela Vacina contra a febre amarela

ES poderá ter vacinação permanente contra a febre amarela

A recomendação aconteceu durante o 1º Fórum de Coordenadores Estaduais de Imunizações, que aconteceu em Brasília

08/06/2017 as 14h54 (Atualizado em 17/09/2018 as 18h51). Redação | SESA

Os recentes casos de febre amarela registrados no Espírito Santo farão com que o Estado se torne uma das áreas do Brasil com recomendação permanente de vacinação contra a doença. Isso significa que quem deseja conhecer o Estado deverá tomar a vacina, bem como os moradores.

A recomendação aconteceu durante o 1º Fórum de Coordenadores Estaduais de Imunizações, que aconteceu em Brasília nos dias 6 e 7 de junho, onde participaram coordenadores estaduais de imunizações e representantes das secretarias municipais de saúde de todas as unidades federativas, além de representantes do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). Na programação foi discutido a situação da febre amarela no país, as medidas de prevenção, e ainda as dificuldades e os desafios enfrentados pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Espírito Santo.

A expectativa é que a partir do momento em que for finalizado o plano de ação entre Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), ainda este ano, o Estado se torne área com recomendação permanente para a vacinação. A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Imunopreveníveis da Sesa, Danielle Grillo, explicou que até dezembro de 2016 o Espírito Santo não tinha recomendação de vacinação contra febre amarela, mas que devido à atual situação epidemiológica do Estado, a recomendação (temporária) foi adotada.

“A importância de passarmos a ser uma área com recomendação permanente de vacinação contra a febre amarela é que a vacina ficará disponível na rotina de imunização nas unidades de saúde, ou seja, todas as crianças que completarem nove meses de idade serão vacinadas contra a doença. Isso contribuirá para que no futuro, caso tenhamos novamente epizootias (morte de macacos), como aconteceu em 2017, a população estará vacinada, evitando a necessidade de ações de vacinação em massa, pois já teremos realizado a ação preventiva”, destacou Danielle.

 

Vacinação

O esquema para vacinação contra febre amarela é de uma dose, tanto para adultos quanto para crianças. Os indivíduos devem receber a vacina a partir dos nove meses de idade e estarão protegidos para o resto da vida.

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por vetores artrópodes, que possui dois ciclos epidemiológicos distintos de transmissão: silvestre e urbano. Reveste-se da maior importância epidemiológica por sua gravidade clínica e elevado potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas por Aedes aegypti.

Até o dia 26 de maio, 82 mortes por febre amarela foram confirmadas no Espírito Santo neste ano. Outros 20 casos de óbito são investigados.

 

 

  • publicidade 021
Desenvolvido em Software Livre por Logomarca da Imppactmidia