quinta-feira, 16 de Agosto de 2018 | 06:08:07 | Tempo e temperatura: Iúna/ES ec Encoberto com Chuvas Isoladas, 15º/19º
Notícia
  • publicidade 023 Notícias
Muniz Freire: PM apreende 39 máquinas usadas em furto de café 39 máquinas foram apreendidas (fotos: Polícia Militar do ES)

Muniz Freire: PM apreende 39 máquinas usadas em furto de café

As máquinas estão à disposição da Justiça para a realização de perícia

21/08/2017 as 17h56 (Atualizado em 16/08/2018 as 09h10). Redação | PMES

A Polícia Militar realizou entre quinta-feira (17) e domingo (20), no município de Muniz Freire, uma operação de busca e apreensão de máquinas beneficiadoras de café com indícios de adulteração para desvio e furto do produto durante o processo de pilagem. O esquema movimenta um negócio milionário de furto de café, concentrado principalmente nos estados de Minas Gerais e São Paulo, entretanto grande parte dos piladores e das máquinas eram de Muniz Freire.

Segundo o comandante da operação, capitão Isaac Rubim, o esquema foi descoberto em Minas Gerais onde várias máquinas foram apreendidas e indivíduos presos. Porém, alguns suspeitos retornaram para o Espírito Santo e tentaram esconder as máquinas na zona rural, no meio de matas e plantações de eucalipto. Algumas foram atém enterradas ou jogadas em lagoas.

"O município é extenso e foi necessário empregar uma aeronave para auxiliar na localização das máquinas", destacou o capitão.

No total foram apreendidas 39 máquinas de pilar café, que estão à disposição da Justiça capixaba para a realização de perícia.

Veja vídeo feito por internauta

 

 

Saiba mais

Monitoramento no Sul de Minas

A suspeita de adulteração das máquinas surgiu no fim da safra passada, quando o Ministério Público, em Muzambinho (MG), requisitou à PCMG que fosse aberta uma investigação. De acordo com o delegado Adnan Cassiano Grava, como a produção estava finalizada, naquele momento foram realizados levantamentos de fazendas produtoras, prestadores de serviços de beneficiamento, oficinas de máquinas, entre outros dados. Estrategicamente, o trabalho investigativo foi intensificado a partir do último mês de junho, no início do novo período de colheita. “Dessa forma, conseguiríamos flagrar a fraude, ou seja, encontrar o café furtado ainda nas máquinas”, observa.

Os primeiros trabalhos, iniciados em Muzambinho, resultaram na apreensão das seis máquinas com suspeita de fraude. Os policiais civis, ainda, localizaram 27 sacas de café subtraídas e que estavam divididas nos compartimentos de dois equipamentos. A partir dessa operação, foram desencadeadas as demais apreensões em propriedades rurais da região. “Descobrimos ramificações em outras cidades e fizemos contato com as respectivas equipes para combatermos de forma integrada esse crime”, conta o delegado.

Carga recuperada

Além da apreensão das máquinas beneficiadoras, as equipes de investigação têm obtido êxito na recuperação das cargas furtadas. Até o momento, foram encontradas cerca de 600 sacas, o correspondente a 36 mil quilos de café beneficiado de origem ilícita. Somente em Muzambinho, no dia 2 foram apreendidas 206 sacas furtadas de uma propriedade de Poços de Caldas e também um caminhão subtraído de São Pedro da União, que estava com placa de outro veículo. 

 

  • publicidade 021
Desenvolvido em Software Livre por Logomarca da Imppactmidia