terça-feira, 23 de Outubro de 2018 | 04:10:06 | Tempo e temperatura: Iúna/ES ppt Possibilidade de Pancadas de Chuva à Tarde, 16º/31º
Notícia
  • publicidade 023 Notícias
Olimpíada de Matemática: estudantes capixabas são medalhistas Olimpíada de Matemática

Olimpíada de Matemática: estudantes capixabas são medalhistas

Entre o total de 236 medalhistas do Espírito Santo, 214 são de escolas públicas

24/11/2017 as 15h14 (Atualizado em 16/10/2018 as 04h00). Redação | SEDU

Na quarta-feira (22) foram conhecidos os estudantes premiados na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Entre o total de 236 medalhistas do Espírito Santo, 214 são de escolas públicas, sendo que 17 conquistaram a medalha de ouro; 56 de prata e 141 de bronze.

Participaram da competição alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e estudantes do Ensino Médio das escolas públicas municipais, estaduais, federais e também privadas que foram premiados de acordo com a sua classificação nas provas. Professores, escolas e secretarias municipais de educação dos alunos participantes também foram premiados.

“Valorizamos muito todo o esforço e apoio que as escolas desempenham para que os estudantes participem das edições da OBMEP. Esse evento é uma forma de chamar a atenção dos jovens para a importância de se dedicarem aos estudos, possibilitando mais uma oportunidade de traçarem trajetórias acadêmicas ricas e diversificadas”, destacou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.

Neste ano, 318.437 estudantes do Espírito Santo participaram da 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP).

Matemática Na Rede

Pelo segundo ano consecutivo, os estudantes da rede pública estão tendo a oportunidade de aprimorar, ainda mais, os conhecimentos em Matemática por meio do Programa Matemática na Rede: preparando campeões.

Em parceria com a Coordenação Regional da OBMEP/ES, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES) e a Fundação Jônice Tristão, o Programa Matemática na Rede tem como objetivo identificar jovens talentos em matemática, estimular a participação dos estudantes em olimpíadas científicas e tecnológicas e fortalecer a aprendizagem a partir de aulas de aprofundamento de estudos e de atividades científicas.

Uma das ações do Programa Matemática na Rede é a oferta de aulas de aprofundamento de estudos para mil estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio da rede pública, por meio do Projeto de Iniciação Científica de Matemática.  Esse projeto funciona em 53 polos de iniciação científica (PICMat), divididos em 38 municípios do Espírito Santo.

Nos PICMat, os estudantes são atendidos por professores orientadores, presencialmente e virtualmente, desde maio de 2017. Eles foram classificados por meio de um processo seletivo que contou com a participação de quase 3.000 alunos interessados.

Por meio do Matemática na Rede, todas as escolas da rede pública estadual podem organizar atividades de monitoria em Matemática com os estudantes, sob a coordenação de professores da disciplina da unidade. O intuito é fazer com que os jovens talentos participem de aulas de aprofundamento de estudos, sejam monitores do reforço escolar para outros estudantes e participem, cada vez mais, de competições e feiras relacionadas à matéria.

OBMEP

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é promovida pelos ministérios de Ciência, Tecnologia e Inovação e da Educação, e é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). Seu objetivo é estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área.

Para incentivar a participação dos alunos, são distribuídos materiais didáticos, oferecidas bolsas de iniciação científica aos estudantes e reconhecimento aos educadores, escolas e secretarias. A OBMEP também prepara, a cada ano, cerca de 30 medalhistas de ouro para competições internacionais.

Ao todo foram 6.500 alunos premiados sendo 500 com medalhas de ouro, 1,5 mil de prata e 4,5 mil de bronze. Além disso, os medalhistas que estiverem matriculados em escolas públicas terão a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC-OBMEP). E os medalhistas que estiverem regularmente matriculados no ensino superior, poderão se candidatar ao Programa de Iniciação Científica e Mestrado (PICME) oferecido por diversas instituições de ensino superior.

Mais informações podem ser obtidas no site: www.obmep.org.br

 

Assessoria de Comunicação / SEDU

  • publicidade 021
Desenvolvido em Software Livre por Logomarca da Imppactmidia